ELABORE SEU CONTRATO DE PARCERIA PARA PUBLICIDADE COM DIGITAL INFLUENCER

DOCUMENTO UTILIZADO PARA FORMALIZAR A CONTRATAÇÃO DE UM DIGITAL INFLUENCER PARA FINS PUBLICITÁRIOS

Contrato de parceria com influenciador digital

COMO FUNCIONA

FAÇA O PAGAMENTO

Pague através de Pagseguro por PIX, boleto ou cartão de crédito e após isso receba o link para preencher o documento.

CRIE O SEU DOCUMENTO

Responda nossa entrevista para fazer seu documento em minuto

SALVE, IMPRIMA OU ENVIE

Salve o progresso e finalize em qualquer dispositivo, baixe e imprima a qualquer hora

CRIE O SEU DOCUMENTO

Responda nossa entrevista para fazer seu documento em minuto

SALVE, IMPRIMA OU ENVIE

Salve o progresso e finalize em qualquer dispositivo, baixe e imprima a qualquer hora

ASSINE DIGITALMENTE

Assine com segurança, de forma digital e convide outras pessoas para assinar.

Neste guia vamos esmiuçar o contrato de parceria para publicidade com digital influencer para que você possa ter uma relação com maiores garantias.

Estamos na era do marketing de influência, isto é um fato incontestável.

Os influencers surgem a todo instante e é preciso cautela se você pensa em contratar um.

Antes de estabelecer a relação contratual é preciso observar algumas coisas pontuais.

O influencer digital é aquela pessoa capaz de influenciar através da produção de conteúdos nas redes sociais. 

São também conhecidos como creators e conquistam um público fiel e engajado Geralmente eles são a “cara” de uma marca.

As marcas têm investido cada vez mais no marketing de influência e por isso os empreendedores têm buscado pelos influencers.

Atualmente as pessoas estão muito mais propícias a comprarem através da indicação do produto.

Quem é o influenciador?

O influenciador digital é uma pessoa de grande destaque nas redes sociais por causa do número de pessoas que atinge com seus canais. 

Desta forma, um influenciador digital tem um volume de seguidores com os quais mantém permanente comunicação e interação.

Nos últimos anos, os influenciadores digitais se destacaram na área publicitária em razão do crescente engajamento que promovem, o que lhes possibilita a realização de uma relação de confiança com o público alvo. 

Onde encontrar o influenciador perfeito

É necessário que este profissional se identifique com a marca e com os valores do negócio. 

Por isso, é importante acompanhar o influenciador para uma parceria, assim como o público-alvo que é desejado atingir.

Após, deve  se estabelecer as estratégias e ter os objetivos traçados para a parceria almejada.

Daí, é possível entrar em contato com os influenciadores. Nesta etapa, é importante que a comunicação seja clara e natural.

Preocupe-se em: expor os motivos da escolha, apontar o interesse da sua marca e verificar os benefícios desta parceria.

Contatando o influenciador

Primeiro é preciso que você veja qual qual a melhor forma para entrar em contato com o influenciador. Logo, exponha o porquê daquele determinado influenciador combinar mais com a sua marca.

A primeira comunicação deve despertar o interesse do influenciador e instigar o profissional a se  conectar com a marca.

Cuide para que as mensagens sejam  padronizadas. É possível fazer uma apresentação da marca descrevendo seu produto de forma objetiva, e também falar a respeito da parceria.

Com a proposta aceita, é importante enviar um briefing  com detalhes sobre a campanha. Também é necessário enviar o contrato, com deveres de ambas as partes.

Necessário que o site e redes sociais da sua empresa estejam preparados para os acessos simultâneos, já que o influenciador pode levar milhares de acessos para suas mídias sociais em minutos.

Por último, é preciso medir os resultados desta parceria. Você pode:

  • criar hashtags;
  • monitorar o tráfego no site;
  • verificar as métricas das redes sociais (número de curtidas, comentários, cliques e compartilhamentos);
  • ter objetivos claros, como gerar leads ou vendas, por exemplo.

O que observar antes de contratar um influenciador

Então, a primeira coisa que você deve observar é o público do influenciador, antes do número de seguidores.

Veja com quem ele se comunica e analise se é um público adequado para o seu negócio.

Por exemplo, o Instagram também fornece informações importantes sobre o público que o influencer alcança, a faixa etária e o gênero de seguidores.

Assim, será possível identificar a afinidade entre a marca e o influenciador, de modo que essa escolha deve sempre levar em consideração o propósito e a estratégia de marca, possibilitando, assim, uma melhor relação.

Mas, atenção! Este contrato não é uma promessa de resultado, não garante a conversão dos posts em venda. 

É fundamental fazer a sua parte para garantir melhores chances de que isso ocorra, o que pode ser feito através deste instrumento contratual. 

Outro passo é verificar o Mídia Kit e as estatísticas. 

Isto é possível constatando as informações, ou insights sobre o alcance do perfil, as suas interações e a taxa de engajamento.

Desta forma, você vai confirmar que o influencer realmente tem poder de influência, ou seja, que as pessoas seguem seus comandos de curtidas, comentários, clicks etc e que acompanham a sua rotina, visualizando seus stories, por exemplo.

A última coisa, e não tão importante, é o número de seguidores.

Mas, não se engane, um maior número de seguidores nem sempre levará a um maior engajamento. 

O que é um contrato de parceria para publicidade com digital influencer?

Este contrato é realizado entre uma pessoa física ou jurídica, chamada de contratante, e um influencer digital.

O objetivo é a contratação do profissional para desenvolver marketing digital de produtos ou serviços de sua marca e publicar anúncios publicitários nos canais em plataformas digitais do influenciador (como Youtube, Facebook, Instagram, Tiktok, etc).

Neste instrumento se especifica quais os produtos e serviços serão anunciados, por meio de qual plataforma digital, por quanto tempo o conteúdo publicitário ficará disponível e qual será o pagamento pelo serviço. 

O que não pode faltar no contrato

Se você precisa contratar um influenciador precisa saber o que o contrato deve conter.

Atente para o fato de que o profissional não terá vínculo trabalhista com você. Ele apenas vai prestar um serviço para o seu negócio.

Destacamos que algumas regras do Contrato de Prestação de Serviços podem e devem ser usadas neste instrumento.

Vamos às cláusulas:

  • Considerações – aqui vai explícito o que motivou a respectiva relação, como por exemplo o impulsionamento da marca, a consolidação em um segmento específico da população, a entrada em um novo segmento.

São objetivos importantes, pois, em caso de mudança do perfil do influencer que vá de encontro a esses objetivos, seria possível uma rescisão contratual. 

  • Objeto do contrato – O objeto é produção de conteúdo publicitário da marca contratante, e pode ser feito de diferentes formas e quantidades, o que deve estar definido de forma clara no contrato.

Necessário esclarecer em qual perfil será feita a publicidade, se no do influenciador ou no da marca contratante.

Deixe expressa  qual a plataforma digital  onde será divulgada a publicidade

Também é importante deixar claro qual o tipo de conteúdo será feito se fotos, vídeos ou reels e onde aparecerão.

A quantidade de produto a ser produzido tem que estar clara, bem como as datas e horários das postagens, se devem serem feitas individualmente ou na modalidade carrossel. 

Você necessita deixar exposto onde serão feitas as publicações, se na sua loja ou em outra localização. 

  • Briefing –  O que o “briefing”? É aquilo que vai dar o norte do que está sendo enfatizado na publicidade acordada. Tais como: quais as características da marca, produto ou serviço devem ser destacadas; quais os valores que serão repassados para o público. 

Ele pode ser um anexo do contrato ou pode ser feita antes de cada uma das datas das publicações. Em qualquer caso deve ser documento e assinado pelas partes.

Pode, também, ser feito um direcionamento diferente para cada produto ou momento em que está sendo gravado. 

  • Obrigações e custos acessórios –  Importante que as partes pactuem o nível de produção que o influenciador deve ter ao fotografar/gravar a publicidade, bem como  para corresponder aos valores da marca contratante.

Para facilitar e orientar os aspectos citados, evitando desentendimentos e subjetividades, você pode criar uma pasta de referências e compartilhá-la com o influenciador, constando o link da pasta no contrato, ou as imagens entrando como anexos.

Assim, os custos desta produção também devem ser estabelecidos. 

  • Duração do uso da imagem – Deve ser previsto o tempo que a marca contratante poderá usar as imagens e vídeos produzidos pelo influenciador.

Também deve conter o tempo que as postagens no perfil do influenciador devem permanecer.

O direito de uso da imagem do influenciador cessa no prazo estabelecido no contrato. É fundamental que seja respeitado, sob pena de ajuizamento de ação por danos morais contra a empresa.

Registramos que a exploração comercial da imagem, com fins econômicos depende da anuência do seu titular por ser um direito personalíssimo do indivíduo.

  • Cláusula de exclusividade – Na maioria dos casos a exclusividade é tão importante para a marca do contrato que o contrato deve declarar se essa função existe em nome do influenciador.

Quando há obrigação de exclusividade em um contrato destes, é importante especificar a duração, a área de abrangência (seja geográfica ou em mídia digital específica) e relacionada ao objeto do contrato (segmento de mercado que a marca se posiciona ou deseja a ser posicionado.

  • Duração do contrato –  Por quanto tempo a marca contratante poderá usar as imagens e vídeos produzidos pelo influenciador? E, caso as postagens devam ser feitas também no perfil do influenciador, por quanto tempo elas devem permanecer lá?
  • Cláusula de moralidade –  A rapidez com que as pessoas adquirirem espaço na internet é a mesma velocidade com que são apagadas, por isso uma cláusula moral pode ser importante.

Se a seleção de um influenciador for baseada em questões como posição política, social ou religiosa, é importante que haja previsão de que o contrato pode ser suspenso ou rescindido em caso de mudança de cargo.

Por exemplo: uma marca vegana contrata um influenciador vegano para falar sobre seus produtos, mas durante o período do contrato eles são flagrados comendo carne em uma churrascaria, o que afeta diretamente seu posicionamento no mercado vegano e a imagem das marcas para as quais trabalha., o dano pode estar associado.

Cuidados após o fim do contrato com o influenciador

Seu direito de usar a imagem do influenciador expirará dentro do período especificado no contrato e é preciso respeitar isso. A não observância disto acarreta na pena de ajuizamento de ação de danos materiais e morais contra a empresa.

Porque o uso comercial da imagem, ou seja, seu uso para fins econômicos, depende diretamente do consentimento do titular, pois este é um direito muito pessoal do indivíduo.

Como utilizar o contrato?

Após a leitura e preenchimento do documento este deverá ser subscrito por todas as partes e por duas testemunhas. Cada parte deve receber uma fotocópia do documento que precisa ser mantido em segurança como prova da relação contratual.

 Embora não seja obrigatório, você pode  registrar no Cartório de Registro de Títulos e documentos. Para pessoas fora desta relação jurídica, o contrato só será válido com o documento público.

Qual a legislação aplicável?

A prestação de serviço é regulada pelo Código Civil , entre os artigos 593 e 609. 

O Código de Defesa ao Consumidor, principalmente em seus artigos 36 a 38, regulamenta a publicidade abusiva e a Lei federal n. 4.680, de 18 de junho de 1965, regulamenta o exercício de publicidade e propaganda no Brasil.

Questões regulatórias e consumeristas

Além do aspecto contratual há ainda a questão do reflexo extraordinário de anúncios falsificados por meio de influenciadores.

A lei do consumidor estabelece que a publicidade deve ser divulgada de forma que o consumidor possa identificá-la fácil e imediatamente como tal.

Na mesma linha, o código de ética do Conar estabelece que a publicidade deve ser claramente distinguida como tal, independentemente de sua forma ou modo de publicação.

Por isso, é de extrema importância que os interessados ​​em contratar Influenciadores Digitais os orientem, em posts patrocinados, a marcar o post como anúncio logo no início do texto / legenda / imagem / vídeo, etc., para evitar reclamações e mídia negativa (usando hashtags como #publi # promo # brindes etc).

O CONAR não emite resoluções sujeitas a multas, mas emite recomendações para editar ou remover anúncios comumente encontrados por anunciantes e influenciadores.

Não há sanções, mas a influência negativa da mídia pode levar a uma perda de confiança entre marcas e influenciadores. 

Consequentemente, é muito importante que qualquer anúncio deve ser claramente demonstrado que o post é promocional. Para garantir transparência e confiança do espectador em anúncios, influenciadores e anunciantes.

Questões contratuais

Embora pareça irresistível a facilidade em fazer a contratação de um influenciador por meio digital como o e-mail, é mais seguro que a relação entre influenciadores digitais e anunciantes ou agências de publicidade seja por meio de contrato

Isto porque, o contrato vai assegurar a marca e garantir que nenhuma atitude do influencer prejudique a marca.

Então, é importante que o contrato de prestação de serviços aborde cláusulas que:

  • assegurem o respeito a marca a respeito da sua propriedade intelectual e cuidados para não a desabonar, sob pena de responsabilidade civil;
  • estabeleçam  o dever de confidencialidade e não concorrência a fim de assegurar os interesses do anunciante, até mesmo após o fim do vínculo;
  • indiquem a autorização do uso da marca pelo Influenciador Digital;
  • estipulem de forma clara o objeto contratual e seu valor, assim como a forma de pagamento, ou outra forma de remuneração;
  • determinem as obrigações do Influenciador Digital de maneira clara, como ele deve mencionar a marca/serviço/produto, horários, quantidade de postagens, necessidade de inserir determinadas hashtags etc;
  • estabeleçam as formas de rescisão e as consequências de eventual rescisão antecipada.

Assim, deve se ter muita atenção caso haja interesse na contratação de menores: é fundamental que os pais ou responsáveis legais amparem a negociação e assinem os contratos. 

Se deve observar  o Estatuto da Criança e do Adolescente e estudar a necessidade de obtenção de alvará judicial para que o menor seja autorizado a fazer postagens que se configurem como trabalho de publicidade.

FAQ

1) Como funciona uma parceria com digital influencer?

É preciso entender  o papel da buyer persona para criar uma boa estratégia de marketing.

Você necessita conhecer muito bem em quais formatos a sua persona costuma consumir conteúdos (textos, imagens, vídeos) e também verificar quais são as pessoas que influenciam a sua decisão de compra.

Depois disso, identificar quais são os bloggers, youtubers, instagramers, snapchaters etc, que fazem parte do dia a dia da sua persona.

 Faça  uma planilha simples e comece a sua pesquisa sobre eles.

É necessário que o influenciador se identifique com a marca e com os valores passados.

Para isso, é fundamental acompanhar o influenciador  para uma parceria, assim como o público-alvo que é desejado atingir. Após, é preciso determinar as estratégias e ter os objetivos traçados para a parceria desejada

2) Como falar com um influencer?

Você deve saber qual o canal ideal para entrar em contato com o creator. A comunicação deve ser eficaz, direta e natural. 

Atente para o fato de que  mensagem deve ser personalizada, considerando a individualidade de cada influenciador.

Nem todo influenciador divulga em seu blog ou canal o contato certo para o comercial.

Os profissionais mais famosos costumam ter agenciadores ou uma agência para fazer negociação de mídia.

Se você já tiver uma rede de contatos interessante, vai ser mais fácil conseguir o telefone e o e-mail da pessoa responsável por fechar essas parcerias. 

3) Como fazer um contrato com influenciadores?

Diante da  diversidade de trabalhos que os digital influencers podem desenvolver, todos os detalhes devem ser discriminados no contrato. 

Por exemplo, horários e dias de publicações em suas redes sociais, quantidade de conteúdo associado à sua marca.

A precificação pode ser através dos seguintes índices: o CPM (custo por mil exibições do anúncio), o CPC (custo por clique no anúncio), por conversão em vendas,  dentre outras. Necessário que isso seja minuciosamente detalhado em contrato, para que a precificação seja justa para ambos.

O contrato além de discriminar toda a relação negocial e sua execução, será prova da existência das obrigações estabelecidas entre as partes. 

Outra questão é a possibilidade de determinar cláusula que estipule multa contratual por descumprimento das partes.

É claro que ter a prestação de serviços assegurada por um contrato possui diversos benefícios. 

Em caso de descumprimento do acordado, a parte lesada terá mais condições de garantir a execução do estabelecido, ou de receber pelas perdas e danos advindas do seu descumprimento.

Como é uma relação entre particulares, a prestação de serviços pelos influenciadores digitais deve-se pautar pelas regras do Direito Civil.  

É fato que a maioria dos contratos firmados com esses profissionais é apenas verbal, o que não oferece qualquer garantia para as partes. Dessa forma, ambos, empresário e influenciador, ficam suscetíveis à prejuízos.

O acordo verbal não cumprido é passível de cobrança judicial. 

Porém, no caso de uma disputa judicial, será necessária a exposição de provas contundentes, e aqui você pode ter dificuldade em comprovar detalhes como valores exatos, datas de vencimentos e limites da contratação.

As provas podem acontecer através de conversas em aplicativos, testemunhas presentes no acordo, envio de produtos da marca, entre outros, que confirmem a existência do acordo. 

Porém, para comprovar os detalhes da contratação pode ser bem difícil, se foram pactuadas somente de maneira verbal.

Ressaltamos que o contrário também pode ocorrer: empresários que não obedecem os acordos estipulados e o influencer, ao final do trabalho pactuado fica no prejuízo econômico, pois o empresário não cumpriu com o valor predeterminado.

4) O que escrever para o influencer?

O primeiro e-mail ou telefonema deve ser o mais agradável possível. Destaque o que o influenciador tem que lhe interessa e o que torna sua marca diferente das demais.

Torne os negócios mais abertos. Peça o mídia kit – o material usado para divulgação do influenciador, que costuma ter números e cases de parcerias anteriores.

Além disso, pergunte sobre orçamentos e liste algumas ações possíveis que você acha que a parceria poder ter.

5) Como funciona o termo de parceria?

O documento caracteriza-se pela ausência de relação de subordinação entre as partes. 

Consequentemente, enfatiza a autonomia com participação nos lucros e prejuízos. 

Assim, a noção de contrato, que se refere simplesmente à imagem de um mecanismo que favorece a submissão de uma das partes, é considerada obsoleta.

Os contratos corporativos geralmente são gerenciados de forma contínua. Sem subordinação.

 Existe sim um consenso entre as partes para desenvolver melhor o produto / serviço. Diferentemente de uma relação de trabalho ou de uma sociedade, o contrato de parceria estabelece uma relação horizontal entre as partes.

6) Qual a responsabilidade de um influencer?

Os influenciadores digitais devem ser responsabilizados por eventuais danos causados aos consumidores. 

Isto porque, os seguidores passam a adquirir produtos e serviços com base na confiança e na boa-fé, que, aliás, são princípios norteadores.

São diversos os estudos demosntram o tamanho dessa influência na vida das pessoas: um estudo feito pela SocialChorus apontou que  campanhas com influenciadores podem ter um engajamento até 16 vezes maior do que a publicidade em outros meios de comunicação.

7) Quais as principais características que devem ser avaliadas para a escolha certa de um influenciador digital?

  • é influenciador ou micro influenciador
  • quem são seus públicos
  • quais seus valores e objetivos
  • seus valores e objetivos estão alinhados com a sua marca
  • como foram suas parcerias com as demais empresas
  • quais são as polêmicas que envolvem esse influencer
  • é um bom influenciador para a sua marca

8) O que mais não pode faltar neste contrato?

  • especificação completa da parte contratada e contratante
  • o objeto, ou seja, qual a prestação de serviços de publicidade
  • as obrigações da contratante
  • as obrigações do influenciador
  • exclusividade da propaganda
  • confindencialidade das informações adquiridas da relação
  • forma de pagamento
  • rescisão contratual
  • renovação contratual
  • foro eleito

DOCUMENTOS RELACIONADOS