Start Blog

MEI para Loja Virtual: como começar a vender online com CNPJ

Ao iniciar seu e-commerce, muitos lojistas acabam comercializando seus produtos na internet de maneira informal, com baixo alcance e clientela menos rígida. 

Com o passar do tempo, o empreendedor pode sentir a necessidade de formalizar seu negócio para poder aumentar seu alcance de vendas e transmitir mais segurança a novos clientes. E nesse sentido, a formalização pela modalidade MEI pode ser uma opção prática e de baixo custo. 

A MEI para loja virtual pode trazer vantagens para seu negócio e ajudar seu e-commerce a vender mais. Neste artigo falaremos sobre o processo de registro de MEI e como essa formalização pode ajudar na performance de seu e-commerce.

Quem é MEI pode abrir um e-commerce?  

 

A resposta é sim. A modalidade de empreendimento conhecida como MEI (Micro Empreendedor Individual) foi criada em 2008 com o objetivo de regularizar pequenos empreendedores informais. 

A MEI apresenta baixo custo de manutenção e impostos, sendo composta por uma taxa única mensal, o que também isenta o empreendedor da obrigatoriedade de contratar um contador. A MEI também garante benefícios previdenciários ao microempreendedor e a gestão é simples e segura. 

Em relação a vendas pela internet, essa modalidade de empreendimento tem proporcionado e auxiliado  na profissionalização de muitos e-commerces. A MEI para loja virtual torna possível a emissão de nota fiscal para os produtos comercializados pela internet. A nota fiscal é um documento muito importante numa transação comercial, podendo ser exigida pelo consumidor e também pelas transportadoras ou serviços de logística, que porventura possam ser responsáveis pela entrega de seus produtos. 

Como essa categoria surgiu da necessidade de formalizar justamente os pequenos empreendedores, existe uma vasta gama de segmentos e categorias comerciais previstos para registro, o que facilita bastante a adequação de diversas atividades como MEI, incluindo uma loja virtual

MEI para loja virtual funciona para quais segmentos?  

 

A MEI para loja virtual funciona para quaisquer segmentos de varejo. Conforme falamos, existem diversas categorias comerciais previstas no cadastro MEI, sendo necessário nesse caso, que o empreendedor verifique qual destas apresentadas, aproxima-se mais de seu modelo de negócio. 

Seja qual for seu modelo de varejo pela internet, as vantagens da formalização vão além do baixo custo e praticidade na administração. Sendo a principal delas, a emissão de nota fiscal.

A nota fiscal é um documento fundamental em toda e qualquer transação comercial. Mesmo sendo possível comercializar produtos sem a emissão de nota, seu fornecimento é legalmente obrigatório ao consumidor final.  Desta maneira, caso deseje expandir sua clientela e também transmitir mais segurança a seus clientes, é importante dispor da possibilidade de emitir nota fiscal para suas vendas, desta forma, você estará mais garantido contra o risco de vir a perder vendas por falta desse documento.

Além da possível exigência por parte do cliente, caso seu e-commerce precise utilizar serviços de entrega ou logística, como os Correios, a nota fiscal do produto garante ressarcimento em casos de extravios ou furtos. 

A MEI para loja virtual é, sem dúvidas, uma maneira simples e econômica de formalizar seu e-commerce, podendo melhorar inclusive sua performance de alcance e vendas. 

Documentação necessária para registro de MEI

 

O registro de MEI para loja virtual é simples e o processo é feito de forma totalmente online. 

É recomendado que, ao decidir realizar seu cadastro MEI,  o empreendedor informe-se bem acerca das normas da prefeitura e/ou dos órgãos de administração do seu tipo de negócio. O SEBRAE é um órgão que presta auxílio nessa formalização, dispondo de informações e procedimentos necessários para abertura de MEI. 

Os documentos essenciais para abertura do cadastro são: CPF, data de nascimento e título de eleitor do titular. Com estes documentos em mãos, o empreendedor já pode iniciar o processo de formalização e seguir o passo a passo do registro.

Um ponto importante, porém, que deve ser analisado ao optar pela MEI para loja virtual, é o faturamento de seu e-commerce. A categoria MEI abarca microempresas cujo faturamento anual não exceda R$ 81 mil por ano, ou seja, um teto de até R$ 6.750,00 por mês. 

Além disso, é preciso informar que o microempreendedor individual não pode ter sócios, nem participar de sociedades em outras empresas. E pode ter até um funcionário apenas em seu quadro.

Ou seja, até aqui pudemos ver que, para os pequenos empreendedores que estão iniciando seu e-commerce ou cujo faturamento ainda não ultrapassa os limites propostos, a MEI para loja virtual é uma excelente opção para iniciar a formalização de sua empresa. 

Dicas para vender na loja virtual sendo MEI 

 

Até aqui, pudemos perceber que, para aqueles cujo faturamento anual não excede R$ 81 mil, não possuem mais de um funcionário e desejam se formalizar tendo uma carga tributária reduzida, que não necessita da contratação de um contador profissional, a MEI é a opção que mais se encaixa. 

Aos que já passaram pelo processo de formalização e agora que tem saber quais as vantagens do registro para o aumento das vendas, saibam que, ao  ter a opção de emitir nota fiscal, o empreendedor não apenas utiliza este documento para formalizar seus processos de venda, como ele também mostra-se muito útil em processos de compra. 

Sim, ao possuir um CNPJ ativo, o empreendedor também conta com a possibilidade de acessar maiores fornecedores, cujo comércio geralmente é baseado nesse registro. A possibilidade de abertura de contas bancárias na modalidade PJ também facilita o acesso a financiamentos e empréstimos com taxas diferenciadas, que podem proporcionar melhores investimentos em marketing, insumos e projetos para aumento das vendas. 

Os clientes, por sua vez,  certamente sentem mais segurança ao adquirir produtos e serviços de um e-commerce devidamente registrado, o que pode garantir também melhor performance em relação à concorrência que não possui este tipo de garantia.

Podemos concluir que, ao pensar a respeito da formalização e evolução de sua loja virtual, a abertura de MEI aparece como uma opção bastante viável e prática,  podendo ser considerada como um pontapé inicial para o registro formal de um e-commerce de sucesso. 

Veja mais artigos como este no Blog da D Loja Virtual!

Marcio Eugênio

Marcio Eugênio

Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

Marcio Eugênio

Marcio Eugênio

Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

KW: MEI para Loja Virtual

Slug: mei-para-loja-virtual

SEO Title: MEI para Loja Virtual: como começar a vender online com CNPJ 

Meta description: MEI para Loja Virtual, vale a penas? Descubra como começar a vender online com CNPJ de forma simples e sem grandes investimentos.

voltar

próximo